terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Vida injusta e cruel


 

E vinha eu com o meu utilitário pela Rio-Petrópolis quando olho para a pista da direita e há um PUNTO a uns 40 kilômetros por hora... Numa pista onde a velocidade máxima é 110km/h e que motoristas normais vão no mínimo a 80km/h. Ao passar pelo carro não me contive e olhei para ver quem era o herege... Óbvio que era uma velha com seus 80 anos, usando um chapéu ábobora que combinava com o batom abóbora e que não combinava nem um pouco com os balangandãs gigantes que usava nos braços nem com os anéis gigantes e de gosto duvidoso que segurava o volante como se o pobre pudesse ganhar vida própria e sair voando... E, óbvio, para completar há sempre o banco colado no volante, sem espaço sequer pro air-bag abrir...


 

Sinceramente... se não sabe dirigir por que não ter um utilitário? Tinha que olhar para mim, pobre menina que dirige um utilitário e propor a troca.


 

Desculpem-me, estou sem criatividade, sem vontade e sem muito que dizer.


 

Sinto que algo me falta e eu não sei muito bem o que é... Então, posts devem parar por aqui por algum tempo... nem do BBB (Baita Burrice à Brasileira) eu quero falar mal... Triste, muito triste...

Nenhum comentário:

Postar um comentário