sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Tem nome?

É uma síndrome?
Deficiência de vitaminas?

Explico a situação e você me responde, ok?


Daí que a gente tem lá, um monte de opção, um monte de escolhas. E há que escolher uma, né?

Então, a gente avalia, analisa, pondera e tudo mais. Tipo, pra não errar, pra não se prejudicar, pra não perder.

E temos:

Opção A - não fede nem cheira. Na dúvida, se pegaria essa porque é indolor.

Opção B - trabalhosa, mas positiva. Se estiver com tempo de lutar e paciência pra se preparar, é essa.

Opção C - É furada. Depois pode ser uma boa história, mas é um risco desnecessário. Se for pra irritar alguém e depois se divertir contando o causo, é essa sem dúvida

Opção D - porra, essa é aquela que vai te fuder bonito, aquela que você vai ficar querendo dar murros na parede, se tacar de um prédio ou simplesmente chorar debaixo do edredom por ser estúpida. O seu cérebro e todas as suas múltiplas personalidades gritam em uníssono (mais raro que passagem de cometa que vem de 150 em 150 anos todos eles concordarem, então deve ser levado muito em conta!) para você se manter longe dessa opção dos infernos.


E eu perco uma eternidade pensando, repensando e...



É, é isso mesmo,



Eu sempre escolho a D.
De Doida Desvairada

Um comentário:

  1. E eu aqui doida por uma opção A... e vc vai de D?
    Desisto. rs

    Bjs!

    ResponderExcluir